For more extensive artist's bio, articles and list of exhibitions, visit artist(s) website(s). Many of the images displayed on this site are copyrighted, and are used here only for purposes of education or critical review. All rights are reserved by the artists who created the works referenced herein.

Painting is silent poetry, and poetry is painting that speaks. Simonides

António Macedo









António Pedro Urbano Veiga de Macedo
Nasci no Porto em 12 de Dezembro de 1955.
Frequentei a Escola Superior de Belas Artes nos anos de 1973-1974.
Em 1975 fui para Londres, onde continuei a minha pesquisa sobre todos os tipos de técnicas de pintura, com o objectivo de desenvolver o meu próprio estilo. Aolongo dos anos, a proximidade das grandes colecções de Arte na Capital, o estudo de tantas imagens magnificas, o contacto e amizade com artistas no Reino Unido e Portugal, ajudaram-me a aprender o que não pode ser ensinado numa escola de arte.

Curiosamente, primeiro aprendi a amar os pintores primitivos flamengos, depoisos Mestres da Renascença, depois Velazquez, Vermeer, Ingres, etc , progredindo através da história da Pintura Europeia, até pintores recentes como Dali ou António Lopez.

Na realidade, todos estes foram os meus mestres, muito mais do que qualquer professor actual, e muito pode ser aprendido através do difícil mas fascinante estudo do seu trabalho, desde que se saiba ver.

Mas para ver, para realmente VER, temos de amar. Tenho uma verdadeira paixão pelos meus “Professores”, pois a eles devo o meu ofício e a minha arte. Todavia, há uma altura em que temos de seguir o nosso próprio caminho , aceitando as falhas e ganhos das nossas buscas.
A minha arte foi sempre norteada pela figuração, porque as ressonâncias que produzem as obras figurativas são parte integral da minha pintura. Esta é uma escolha que cada artista tem de fazer: eu escolhi seguir o meu instinto !

Listar todas as exposições em que participei será tão esclarecedor como enumerar as cidades que visitei, ou os livros que li. Não acredito que isso seja uma indicação de valor de qualquer ordem, seja ele artístico ou outro qualquer, particularmente para alguém cuja arte é difícil e morosa tanto na concepção como na execução.

No entanto, para quem possa se interessar :

1975- Em Londres, o meu trabalho começou a ser promovido pela “John Whiteley

Ltd”

A partir de1976 trabalhei com a “Pantiles Gallery”, em Tunbridge Wells, Kent, para onde me mudei para estar perto de Londres e ao mesmo tempo viver num ambiente mais tranquilo;

Em paralelo, em 1984, meu trabalho é promovido pela Galeria W.H. Patterson

(Albemarle St.), em Londres.
1986- Concluí o Bacharelato pela Open University
1987-Meu trabalho é promovido pela Christopher Wood Gallery, ( Belgravia, Londres)

Mesmo a viver em Inglaterra, não deixei de divulgar meu trabalho em Portugal, e fiz ao longo dos anos uma série de exposições individuais neste país:

1981- Fundação Eng. António de Almeida ( Porto )

1984- Fundação Eng. António de Almeida ( Porto )

1986- Museu Municipal ( Aveiro )
1989- Fundação Eng. António de Almeida ( Porto )
1990- Galeria Nazareth (Porto)
1995- Galeria Euroarte ( Lisboa)
1996- Fundação Dr. António Cupertino de Miranda ( Porto )
1998- Galeria Cordeiros ( Porto)

2001- Galeria Cordeiros (Porto)
2004- Galeria Cordeiros ( Porto )


Desde 1976 tenho participado em numerosas exposições colectivas entre as quais:

1978-82-Pantiles Gallery e Gillridge Gallery (Mayfield), 1979-Royal Academy of

Arts Summer Exhibition (Londres), 1a Exp. de Artes Plásticas da C.M. de Santa

Maria da Feira, 1984 -W.H.Patterson ( Londres), York Gallery (Tunbridge Wells),

National Society (Londres), Royal Society of British Artists ( Londres), 1987-

Christopher Wood Gallery (Londres), 1988- Corporação Mitsokshi ( Tóquio),

Galerias Art-Vie (Paris), 1989- O Porto e outros temas do Norte (Exponor-Porto

), Royal Institute of Oil Painters ( Londres), Stuttgart, Galeria Simbolo

(Porto), 1993-Tendências de Arte Contemporânea em Portugal (Feira), 1994-

Convento do Beato( Lisboa), Salão Jardim ( Coliseu, Porto), Galeria Forma (

Braga), 1995-Europarque ( Feira), Galeria Mellado (S.Lorenzo del Escorial,

Esp.), 1997- Galeria Cordeiros - mestres da pintura, 1998-Expo 98-Pavilhão da

Cruz Vermelha ( Lisboa), 1999- Bienal de Vila Nova de Cerveira, Bienal de Arte

de Placência (Esp.), e muitas outras exposições colectivas organizadas pela

Galeria Cordeiros a partir de 1997.

Primeiro prémio da Exposição do Royal Institute of Oil Painters em 1989
Menção honrosa na Bienal de Placência em 1999
Membro da Sociedade Nacional de Belas Artes
Membro da Cooperativa Árvore
Referido no dicionário de pintores e escultores Portugueses do Dr. Fernando de Pamplona

Retratei figuras de destaque da sociedade Portuguesa e Espanhola no âmbito institucional e privado. Exemplos podem ser apreciados na Assembleia da República, Tribunal Constitucional e Academia Militar (Lisboa), AIP e Unicer (Porto)

Publicações:
Além de ter o meu trabalho referido e ilustrado em muitas publicações, cumpre-se destacar os catálogos produzidos pela Galeria Cordeiros e os livros:

António de Macedo- Livro publicado pela Bial-1989
António Macedo - Livro publicado pela Bial-1999

Obra representada em numerosas colecções públicas e privadas tanto em Portugal como no estrangeiro.

António Macedo






















"António Macedo assumiu o hiper-realismo e o figurativismo com a franqueza de uma opção.
É um pintor com experiência oficinal, invejável, mas é igualmente um pintor lúcido
intelectualmente.
É possível detectar na realidade física da obra de António Macedo, algo que dela emerge e tem a aparência de uma ficção, como que uma inquietude perturbante, uma luz vinda de um astro desconhecido iluminando inconfidências.
Sugestões poderosamente tácteis e simultaneamente protegidas por uma espécie de tabu.
A obra de António Macedo é justamente a revelação de uma vida afetiva que dedica ao seu mundo envolvente, de longos silêncios, onde os objectos são apelos à memória e se vêem transformados em signos de rigor e na pureza de um desenho.
A luz neles se derrama afeiçoadamente à sensibilidade deste pintor.

António Macedo, pintor Neo-Realista de linhas nítidas e limpidez de tintas.

Nasceu em 1955, no Porto. Frequentou a Escola Superior de Belas Artes do Porto e
depois, em 1975, radicouse em Londres, onde prosseguiu os seus estudos de Arte e
das respectivas técnicas."

Fonte











more works

No comments:

Followers

Blog Archive

Labels

Related Posts with Thumbnails